Cuidados com seu cão

Escovar e dar banho
A pelagem do Terra Nova tem certa oleosidade natural que funciona como película protetora contra a infiltração da água e, portanto, contra o acúmulo de umidade próxima à pele e decorrente possibilidade de dermatites. Caso esse cão tome muito banho, essa proteção é retirada. Por isso, a orientação dos criadores: só banhar o Terra Nova quando realmente necessário. Idealmente nunca com intervalos inferiores a 15 dias. A raça também se caracteriza pela pelagem densa, composta por pelo e subpelo. Na maior parte do ano, escovação semanal é suficiente para mantê-la bonita, sem nós nem excesso de fios mortos. Já na época da muda, quando a queda de pelos é intensa, o mais recomendado é escová-la todo dia. Além disso, fazer uso de secador ou soprador [sempre na temperatura fria para não superaquecer o cão] ajuda na retirada de pelos, contribuindo para a menor duração da muda.

COM ESTES ACESSÓRIOS VOCÊ MANTERÁ A PELAGEM DO SEU URSO SEMPRE LINDA E SEM NÓS!

Limpar ouvidos
Orelhas peludas, grossas, pendentes. Resultado: canal auditivo abafado e com consequente tendência a apresentar inflamações [otites]. Para evitar o problema, recomenda-se limpeza semanal dos ouvidos. Ela deve ser feita de forma superficial e delicada. Do contrário, o local pode ser machucado e se tornar ainda mais propenso a inflamações e até infecções. Caso o Terra Nova entre em piscinas, lagos e afins, é importante que ele tenha os ouvidos secos após sair da água. O mesmo deve ser feito quando esse cão tomar banho.

Evitar calos
Como esse cão é muito pesado, a densa pelagem não é suficiente para proteger seus joelhos, calcanhares e cotovelos do atrito com o chão quando ele senta ou se deita. Daí o Terra Nova ser predisposto à formação de calos nas juntas e suas eventuais complicações, como infecções locais. Para minimizar o risco de as calosidades se desenvolverem, deve-se oferecer uma cama macia para o Terra Nova dormir. A aplicação regular de óleo de amêndoas ou vaselina em pasta nas regiões vulneráveis também ajuda na profilaxia.

Piso adequado
Grande e pesado, o Terra Nova precisa se locomover com firmeza, o que é sinônimo de andar em chão não escorregadio. Caso passe grande parte do tempo sobre piso liso, esse cão tende a ficar mais propenso a desenvolver desvios de estrutura, como pés para fora, e até problemas mais graves, a exemplo da displasia coxofemoral. Também é indicado aparar a pelagem debaixo dos pés, colaborando para evitar escorregões.

Alimentar direito
Raças muito grandes têm filhotes de crescimento exponencial que, portanto, requerem constantes ajustes nas doses diárias de alimento. Carência de nutrientes é tão prejudicial quanto o excesso deles. Na dúvida de como dosar as porções de comida desse cão, busque o criador para obter informações ou o aconselhamento veterinário.

Quanto ao uso de suplementos alimentares nunca os dê sem prescrição veterinária ou por indicação do criador. Normalmente, uma ração de primeira qualidade é suficiente para o bom desenvolvimento do filhote. Outra providência mais que recomendada em se tratando do Terra Nova é fracionar sua quantidade diária de alimento em pelo menos duas refeições e impedir que ele beba água e se exercite durante a hora que antecede e a que sucede a alimentação. Isso colabora para evitar a torção gástrica, mal grave ao qual a raça é sujeita.

Exercícios
Bonachão a maior parte do tempo, o Terra Nova precisa de estímulo para se exercitar. Se tiver acesso a área espaçosa e conviver com pessoas ou outros cães que o incentivem a correr e brincar, atividade extra pode ser dispensada. Do contrário, guia e coleira nele. Será preciso levá-lo para andar. De preferência, duas vezes por dia, sendo a duração de cada caminhada de pelo menos meia hora. Como esse cão gosta de exercício aquático, natação também é boa pedida. Nesse caso, é preciso se certificar de que ele consegue sair da água – do contrário, há risco de afogamento. Seja qual for o esporte escolhido, ele tem de ser realizado em dias e horários frescos. A raça tem pele grossa, pelo denso e cor preta. Logo, é particularmente calorenta.

Sem Título-3 cópia

Vale ainda registrar: até os 2 anos de idade, nada de atividade intensa, como saltos e longas corridas. A estrutura musculoesquelética está em desenvolvimento e mais sujeita a lesões.